Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Sede

por Manuel P., em 10.08.15

 

 

Há uma sede de ti nas paredes da minha vida.

Uma brisa de inverno percorre os caminhos que percorremos juntos

enquanto o sol não brilha, por pura teimosia.

 

Não é dia, certamente não é dia.

 

E anseio o nascer do sol e da primavera,

o palminhar dos jardins e dos risos,

o gatinhar ofegante sobre o teu rosto.

 

Não é o dia, certamente não é o dia,

mas quem sabe se nunca o foi.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:37


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D