Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sede

por Manuel P., em 10.08.15

 

 

Há uma sede de ti nas paredes da minha vida.

Uma brisa de inverno percorre os caminhos que percorremos juntos

enquanto o sol não brilha, por pura teimosia.

 

Não é dia, certamente não é dia.

 

E anseio o nascer do sol e da primavera,

o palminhar dos jardins e dos risos,

o gatinhar ofegante sobre o teu rosto.

 

Não é o dia, certamente não é o dia,

mas quem sabe se nunca o foi.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:37



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D