Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Noite

por Manuel P., em 31.10.15

Por Lluís Rigalt (1814 - 1894) (Details of artist on Google Art Project) [Public domain], undefined

 

 

A noite prolonga-se pela escuridão dentro embrulhada num silêncio sem fim

e ao longe ecoa os gritos do teu nome.

Faz frio.

 

A lua intermitente por entre as nuvens outrora brancas clama o teu nome

e os bichos taciturnos percorrem em busca do teu sabor

e a noite prolonga-se sem fim pela escuridão.

 

Nas colinas erguem-se castelos

e nos vales as flores cobrem-se de neblina e orvalho,

lagrimas da tua ausência.

Faz sede.

 

E o riacho ao longe não corre

e os peixes hibernam sem sentidos

e a noite cobre-se de escuridão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:25



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D