Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


desígnio da condição humana

por Manuel P., em 21.11.15

 

 

Quero acreditar que há um desígnio na condição humana

Há um significado na realidade que encontramos.

Porque,

sem isso o sentido do que convivemos é inatingível

e os corpos amontoam-se na crosta terrestre aos milhares.

 

Não há, contudo, um sentido contrário à entropia do universo

os homens que enviam sondas para além da Galáxia são os mesmos que matam

e as mesmas civilizações que condenam à miséria milhões de vidas.


Uns apregoam a paz, e tentam selar a paz com bombas e morteiros

outros clamam a convivência pacífica enquanto escravizam.

Numa pequena igreja, outrora foram dadas juras de amor

e hoje um corpo jaz num cemitério, onde o tempo limpa as feridas.


Há uma inconstância incompreensível em tudo isto.

O poder é perseguido, há lideres natos na condução dos destinos.

Mas onde era suposto ser forjado um destino colectivo comum de prosperidade,

há a ambição pessoal. Não há sensatez comunitária.

E os povos bebem sedentos as palavras de ilusão,

marcham alegremente em guerras que não são deles

entoam orações de paz e amor enquanto ceifam vidas

confrontam-se sem se interrogarem da validade dos argumentos que lhes incutiram.

 

No fundo, a entropia será, provavelmente, o derradeiro destino da raça Humana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:33


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D